Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Há uma estante na sala

Há uma estante na minha sala que só fala em português. Uma descoberta de livros e autores portugueses. A viagem de uma vida

Há uma estante na sala

Há uma estante na minha sala que só fala em português. Uma descoberta de livros e autores portugueses. A viagem de uma vida

5 Dicas para (re)começar a ler

Hoje falamos sobre recomeços e dicas úteis. Sabe ou não sabe bem um recomeço?

20.05.20 | Há uma estante na minha sala

Hoje decidi escrever sobre recomeços. Sei que não é algo novo, temos vários ao longo da vida e porque não também ter um com os livros, fazer de algum modo as pazes?

A verdade é que falar sobre voltar a ler que é um tema muito recorrente, mas por vezes falta a parte mais importante - a ação. Quantos de nós estamos sempre a adiar a leitura? Até achamos giro comprar um livro que nos parece interessante, ir passear à Feira do Livro ver as novidades ou entrar numa livraria, mas acabamos por estar sempre a adiar o início da leitura do livro.
Quantos de nós começamos vários livros no último ano e não terminámos nenhum? Falámos com um amigo que nos falou de um livro que gostou, pedimos emprestado e fica lá durante algum tempo perdido na estante?

As relações dão sempre trabalho, independentemente do seu tipo, é preciso cuidar, nutrir e disfrutar. Assim decidi reunir aqui 5 dicas úteis para darmos o pontapé de saída. Vamos nessa?  

 

# Dica 1 It´s a match

Escolher o livro perfeito é a primeira dica, sem dúvida, e acho que é a mais difícil pelo que vamos por partes.
 
Vamos a factos:
  • Existem milhares de livros de autores portugueses e por isso temos de saber selecionar, quer seja por um género literário quer seja por um tipo de escrita. 
  • Somos todos seres únicos, o que faz sentido para ti não tem de fazer sentido para mim da mesma forma.
  • Somos seres em constante mutação e em constante aprendizagem pelo que o que gostávamos há 5 anos pode não ser válido agora.
 
Chegarmos a estas conclusões, chegarmos a um género ou autor que realmente gostemos pode demorar um livro ou vários livros. É quase um desconfinamento para percebermos o caminho. 
 

Também existe a questão do flirt com o livro e do momento certo para o ler. 

 
No meu caso às vezes demoro 2 dias só para decidir se vou ler o livro que tinha comprado primeiro ou o que me apetecia mais. E fico indecisa entre os dois, faço uma dança das cadeiras, leio uma página de um, depois mudo para outro. Até me decidir. 
 
Acredito que todos (ou quase todos) podem ser bons livros depende sobretudo da fase em que estamos e do nosso mood. O livro perfeito aos 12 anos não é o mesmo do que aos 18. O livro que vamos começar a ler no inverno e que nos reconforta se o lermos outra vez no Verão (atrevo-me a dizer) que vamos, de certeza, senti-lo de forma diferente. 
 
Numa fase em que andamos mais irritados e sem tanta paciência o livro que faz o match não será o mesmo que numa fase em que andamos mais tranquilos e de bem com a vida.
 
Acredito que os livros são uma relação como temos com os amigos, familiares e relacionamentos amorosos. Têm os seus altos e baixos pelo que é preciso fazer o match perfeito para a fase da vida.
 
E se o livro não está a fluir não há problema nenhum em largá-lo. Já larguei vários a meio, digo-o sem vergonha, porque senti que não estava preparada para ele (ou ele para mim). Por muitas vezes as pessoas insistirem demasiado acabam por perder o prazer de ler porque pelo meio aparecem outras coisas e no fundo deixa de ser uma prioridade.

O meu sangue ferve por você

 

#Dica 2 - Andar sempre bem acompanhada

Existe aquele proverbio português “Mais vale só que mal-acompanhado”. A verdade é que com um livro nunca nos encontramos sozinhos.
Pode parecer pouco coerente, mas nada melhor do que vocês experimentarem essa sensação.

Eu tenho sempre com um livro na mala, na mochila ou no carro. Está sempre um livro perto de mim porque sei que terei de ir ao supermercado, ao médico, porque vou ao ginásio, mas vou chegar 30 minutos antes da aula. Se pensarmos bem há tantos momentos “mortos” no nosso dia-a-dia. Na maioria deles agarramos no telemóvel e começamos a fazer scroll nas redes sociais (Instagram, Facebook, Pinterest entre tantas outras) mas no final fizemos aquilo só para passar tempo e não com um propósito. Claro que por vezes sabe bem para desligar do dia de trabalho ou só para fazer um intervalo. Mas vou contar um segredo, se em vez de pegarem no telemóvel pegarem num livro sabe 10 vezes melhor. Durante esse tempo vão estar a viajar para outras vidas, outros planetas, outra estação do ano, outro sítio... Saímos da nossa vida e fazemos uma pausa.


Ao mesmo tempo ler combina com tantas outras coisas… mas isso fica para outro post neste blog. 😊

 

#Dica 3 – Criar Objetivos

Porque não haveremos de criar objetivos também para a leitura? No fundo criarmos objetivos e planos para tudo na nossa vida. Atenção a ideia não é sermos demasiado exigentes connosco. Afinal a leitura deve ser um hobby e dar-nos prazer.
Quantas vezes dizemos este fim-de-semana tenho de limpar a casa. Este fim-de-semana quero experimentar aquela nova receita. Porque não ter também o objetivo de todas as semanas ler um capítulo? De todos os dias ler uma página? Algo pequeno e concretizável para os primeiros tempos.

 

#Dica 4 - Entrar na rotina

Não lavamos os dentes todos os dias? Não comemos todos os dias? Para quem tem filhos a rotina de ler uma história antes de dormir é bastante comum. Infelizmente há depois um momento no nosso crescimento em que perdemos esse hábito. Alguns por uns anos, outros para a vida

Acredito que ler também pode trazer um bem-estar mental.

O nossos bem-estar físico e mental caminham lado a lado. Se algo não está bem fisicamente vai nos afetar mentalmente e vice-versa. Alimentamo-nos (preferencialmente de forma saudável) para nos sentirmos bem fisicamente. Certo? Os livros podem ser um alimento mental uma vez que nos distraem, são um hobby, exercitam a nossa mente e fazem-nos aprender coisas novas. Só vantagens.
Então será que não vale o esforço de entrar na nossa rotina? Ter sempre um livro perto ajuda, à noite sentar no sofá e leia 5 minutos antes de ver a sua série na Netflix, por exemplo. É sempre melhor antes porque quando damos por nós já vimos 5 episódios e já é tarde. Dia seguinte é quase sempre dia de trabalho.
Também há quem prefira já na cama, ajuda a relaxar e a dormir melhor.

nathan-dumlao-cspncX4cUnQ-unsplash.jpg

 

#Dica 5 - Disfrutar

Já fui falando desta última dica, mas nunca é demais relembrar. Ler deve ser um momento nosso (ou em família) para desfrutar e para nos dar prazer. Conhecer outras formas de pensar, concluirmos que já outras pessoas/personagens que pensaram como nós. E é a melhor forma de darmos asas à nossa imaginação e criatividade. Uma história que tem uma Mariana como personagem principal, a forma como vamos imaginar a Mariana vai ser só nossa. Outra pessoa que leia vai imaginar e interpretar de outra maneira.

É um momento só nosso de grande intimidade e de autoconhecimento.

 

Dica Extra

Antes de comprar um novo livro, vejam os que já tem em casa. Se o comprou na altura houve um motivo para ter gostado dele. Leia a sinopse, folheie o livro, veja se existe uma quimica. Eu, por exemplo, já desisti de livros por causa do tipo de letra. Não ia conseguir ler 😊
Se acha que não terá tempo para uma grande historia porque não um livro de pequenos contos? Já expliquei noutro post as 3 razões para adorar contos.

 

Espero sinceramente que estas dicas ajudem a retomar a relação. E para quem ainda não começou acredito que nunca seja tarde para começar.

 

Photo by Leonardo Sanches on Unsplash

Photo by Nathan Dumlao on Unsplash

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.